Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

As coisas que sentimos…

Ah!
As coisas que sentimos
As coisas que pensamos
As coisas que falamos

Essa distância que se impõe
Essa ausência que entristece
Essa saudades que aperta

Em um dia ensolarado,
Envolto por esculturas e jardins
Ouvindo a cidade
Deixando a arte perpassar
Lembro de ti

E, sozinha, vivendo este momento
Desperto, escrevo, liberto
Um sorriso
(e o dia segue seu rumo)

01-Praça das esculturas-pqna

(Escritos que tem data marcada: 20/06; se tivesse up date, o fim seria outro…)

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

caderninhodeideias.wordpress.com/

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: