Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

A cada dia

E a cada dia mais certeza
De que este vazio imenso
Que existe
Que invade
Que insiste
Permanece

A cada dia mais segura
De que fazes falta
Por motivos fúteis
Por razões inúteis
Por não estares aqui

Nos detalhes sutis
Te conheço
Me encanto
E entristeço

São os detalhes, ínfimos
As pequenezas de teu jeito
As bobagens de tuas palavras
A grandeza de teus sonhos
Que me alegram, me fazem sorrir

Ah! Essa distância que se impõe
Estes pensamentos que não entendo
Estas decisões que não me pertencem
Estes teus entusiasmos passageiros
Que a cada dia me perseguem, se instalam e ressoam

Bem te vi

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: