Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

O mundo de Ana

Se os gostares são proibidos,
os sorrisos evitáveis,
e as alegrias contidas

O mundo parece cinza,
sem graça, nem trejeitos,
sem abraços nem beijos

Então?
Prefiro não existir,
Do que assim estar

Anota aí, que conste em ata!
Eu, desde hoje, decreto a obrigatoriedade: da felicidade nos dias e nas noites; do colorido no amor, na amizade, no carinho; da sinceridade no riso farto, no abraço oferecido, nos olhares trocados!
Decreto, também, que sou livre, leve, louca, plena. Mas faço logo a ressalva: sou séria, quando quero e preciso… Decreto, por fim, que ninguém precisa gostar nem de mim, nem de nada disso… Quem sou eu para impor felicidade aos outros?

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: