Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Rotina

A rotina que nos trucida, atropela…
A rotina esmaga pequenos acontecimentos
Devagarinho…

Mas um dia aprendemos que na rotina
Tudo acontece de novo
Mas diferente
E, desde então
A Cada dia, como rotina
Paro, olho, localizo,
Sus-pi-ro, num alívio estonteante…

Uma hora em um Estado,
Uma cidade, um aeroporto
Na pista para entrar no avião,
Já é noite
Aquela tensão no peito…
Onde estou?

Olho para o céu
Vênus num lado
Lua mais acima
Estou longe de casa
Mas já sei onde estou – e quando

Chego! Outro fuso, outro Estado
Outra cidade, outro aeroporto…
Desço do avião, olho para o céu
Sei que a Lua não está mais lá
Orion já se mostra!
Procuro Júpiter e Gêmeos,
Ainda é cedo para eles
Mas sei onde estarão, daqui a pouco

Olho para o céu para me localizar, todos os dias!
Rotina? Sim, das melhores…
Daquelas que viciam, trucidam
O tédio,
O banal,
A pequenez!
Vício em me encontrar diariamente
Nas belezas que a noite proporciona

03 copy

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: