Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

O Silêncio

Também é resposta
Estúpida, sem graça
Embora certeira, direta
Clara e límpida.

Interessa um pouco
Desdenha outro tanto
Quando a quietude se instala
Chama, pergunta, implica

Silencia novamente

“Quer saber? Eu desisti de ti!”
Ele sorri e a segurança da decisão
Naquele breve instante
Se esvai (em silêncio)

Não lembro do que gostas
Nem do som de tua gargalhada
Não gosto das manias
Do desleixo, dos encantos, dos olhares
Eu desisto de ti todos os dias
Até o amanhecer chegar

(Depois começo tudo de novo)

pensando_palavras_ao_vento_das_racionalidades_simples(imagem de Fabio Moon e Gabriel Ba, http://www.flickr.com/photos/10paezinhos/)

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: