Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Rema, Ana, Rema

Começando a segunda-feira
Sem prumo, sem eira, nem beira
Esquenta a água, passa o café
Abre o livro, a vida, e rema contra a maré

Vive, plena, cheia, cansada, passada
De gente que não trabalha, não faz nada
Respira fundo e: Rema, Ana, Rema
Abastece a xícara e vai, encara o problema
Que o mundo não te espera com poema
Vagabundo e rimadinho
Em cada frase do caminho

Rema, Ana, Rema
Que um dia tu chega
Aonde quer que vá!

#remaAnarema #abasteceaxícaraevai

#remaAnarema
#abasteceaxícaraevai

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: