Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Arquivo para o mês “março, 2015”

Ácida meiguice

Orienta a
Acidez
Suave

Acidenta a
Fugaz
Ternura

Rompe a
Dureza e
Leve

a vida

Acidentalmente meiga

Acidentalmente meiga

Frases da Semana XLII

Semana de encontros e desencontros. Semana de partidas sem volta. Semana com ótimos diálogos e de um silenciamento, de um sorriso que virou estrela. Semana de uma mendigagem de café, cafuné, abraço. Semana de risadas estrondosas e amizades sinceras. Semana em que Chico cantou o tempo todo.

– o amor acaba mas a fome não
… 
– Quando voltares eu vou te pentelhar tanto, mas tanto, mas tanto que tu vais tomar café comigo só para se ver livre.
– hahaha Não precisa tanto.
– hahahahahahahah. Só 8 meses.
– mas claro que tomaremos café. Exagero.
– AHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH. Exagero é eu seguir insistindo.
– Dramática.
– Sou dramática. Isso já sabias.
– Claro. Falei para ler: sou dramática mesmo.
– SOU DRAMÁTICA MESMO.
… 
– Vamo aí tomar mais um café…
– Eu vou sentar aqui do teu lado, ali tem sol.
– Admite que vc quer sentar do meu lado, mano.
– Ah, sim, o velho golpe. Mas funcionou, né?
– Funciona caralho.
… 
– Po! Poesia é uma entrega. Se estar na mão de alguém representa inspiração, que seja.
– Poutz! Agora me ferrei mesmo… É , poesia é uma entrega…
– Eu prefiro o outro.
– Eu também. Isso tá parecendo música do Chico sabe?
– Tu és polenta, não adianta amiga.
– Carlos que amava Dora, que amava… hehehe
– hahahahahaha. Que amava toda a quadrilha!
– hahahahaha
-hahahahahahah. Essa sou eu.
… 
– Ele é muito educado!
– kkkkkkkkkk Estamos acostumadas com ogros!
– Ahaaaaammmm. Ontem ele pagou a janta! Porra.
– Mas é isso que vc merece. Educação, gentileza. Permita-se receber gentilezas assim, não faz mal.
– Eu permiti : )
… 
– Vagaba. *hahaha.
Manoooooo olha esse corretor nos chamando! HAHAHAHAHAAHHAAHHAAHHAHAHA
– AHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA CORRETOR ESPERTO PUTAMERDA!
– hahahahahahahahahahahahha
[conversa de grupo]
– Eca
– Mas geeeeeente, que bosta!
– Achei [a foto] meio Fulano.
– Meio? Totalmente. Já fiz isso. E ainda servi o frango e servi pra galera.
– Obrigada por isso, querido. Eca.
 – hahahahahahahahaha Por que você não me surpreende?
– Quase vomitei aqui.
– Amanhã vou tirar foto do James dando uma passada no frango. Depois eu fritando o frango. Depois servindo.
– ai não.
– Vem almoçar aqui em casa Ana, vou fazer um franguinho pra ti.
– Teu pau chama James? hauidhfaosudhfjaushfasiudhasiudhasiudhaiusdhausidhas
– Chama! E ele canta Metallica também! 
… 
– Vc pegou quem mais?
– além de quem te falei? (blablabla)
– hmmmm
– FILHADAPUTA. hahahahahahahahahhahaha
– UHAUEHUAHEUAHEUAEUAHEUAHEUAHEUHAUEHAIUHFIAEHFIAHFIAHFIAHFIAUEHFIAEHFIAUEHFIAHFIAUE (…)
– Vadio. Satisfeito? :*
– Se arruma.
– Nasci pronta amor.
… 
– E como você está Consuelo? Do latim, consolo de Cortéz.
– Eu to aqui.
– hahahahha
– hahahahhahaha. Já disse que te amo? Moleque.
– Já. Mas pode dizer mais, eu gosto.
… 
– Lindo já tinha dito que eras
– Vc tb é viu… Adorei seus olhos cor de gelo e seu sorriso…
– Cor de gelo nunca tinha escutado…
– Ontem parecia um azul claro quase cinza… Bem bonito…
… 
– Olha Guria… Realmente a poesia habita em ti. Fico honrado. Pelo texto e por te conhecer além das cinco linhas. Deu até um apertim no peito…
… 
– O sorriso dele é feio!
– Ele é feio. Deus é um cara complicado… Ele tira a beleza das pessoas e coloca na minha piroca. Por isso ela é linda e as pessoas são feias.
– hahahahaahahhaahhaahhaahahahahhaahahahahahahahahahahahahahahahahahhaahahahhaha
… 
– Já foi top 5. 4º-5º lugar…
– Mas ele vai fazer de tudo pra chegar lá
– Vai. Ele quer o troféu máximo. hahahahahaahhahaha
– Vai ralar demais amigo!
[especial da semana, frases aleatórias, da nova estrelinha, retomadas de diálogos perdidos em um ano]
1 – tu ajudou uma alma hoje, eu :p [sobre uma poesia minha, acerca do que é intimidade]
2 – Nosso amigo perguntou de ti hoje. (…) Perguntou se eu sabia quando vinhas para Porto Alegre. Liguei meu radar. Pegou o magrinho pelos peitos!!!
3 – Que latinha essa Ana! Tem que aparecer mulher, para irmos no Dirty!
4 – Oi Ana, peguei uma fotinha tua emprestada para minhas aulas. Espero q n se importe, até postei para tu ver rsrs!! bjo
Roubei uma fotinha tua! Pode? Claro que pode <3

Roubei uma fotinha tua! Pode?
Claro que pode ❤

Cinco linhas

A vida, que atropela, perturba, invade
Deixa-nos na insana rotina do fútil
Na indelicadeza do usual, rápido, voraz

Devora nosso tempo, nossa ânsia, nossa voz
Nossa necessidade de estar, parar, rir, chorar
Conhecer! Conhecer? Gente, lugares, prazeres

Inevitável intenção de saber mais do que cinco ou vinte linhas
De ler mais do que respostas vazias, sem sentido ou razão
De experimentar e permitir-se mais sobre gentilezas cotidianas

Do desejo de aprender mais sobre um sorriso, desses despretenciosos
Que timidamente acontecem numa segunda-feira fugaz
E sutilmente desaparecem numa quarta-feira de sol

#Sorriso

#Sorriso

Sobre o que me habita

Minha confusão é profícuo labirinto:

Calmarias intranquilas

Trajetos inconstantes

Encontros sem acaso

Sorrisos sem compromisso.

Insuportável ímpeto:

A poesia habita em mim

#MundoDeAna #APoesiaHabitaEmMim

#MundoDeAna
#APoesiaHabitaEmMim

Frases da Semana XLI

É que tem semanas que falam por si… ; )

– ah véi. Vai toma no cu!
– isso foi ontem.
– esnobe

– E tu e esse raparigo fil casam-se quando?
– hahahahahahahahahahahahhahahahhaha. Não casaremos. Combinamos de ser amantes.
– Ah tá. É que eu ia dizer para fazer a festa quando eu voltasse.
– Eu acho que a *fulana* tem ciúmes de ti. E um amigo meu perguntou se a gente tinha algum rolo. Eu disse um carretel. 🙂
– hahahhahahahahha. Adorei. Diz prá fulana que ela não precisa ter ciúmes. Pq é amor. Simples assim.
[conversa de grupo]
– pior é interfone no banheiro!
Liga e:
– acabou o papel traz pra mim?
– manhê acabou!!!
– vem aqui e segura minha mão? Não To conseguindo fazer
– canta pra mim?
– não basta ser paty, tem que protestar
– vou fazer sacolé de champanhe pra vender no protesto
– é assim, a mulherada está indo pro parcão com sua cuia animal print, seu raiban rosa, marcam encontro na frente do mulligan, na padre chagas, vestido de verde e amarelo pra protestar. Não dá né.
– eu até ia no protesto, mas marcaram na hora do churrasco.
– tu vais te maquiar?
– não! Nunca tem macho lá…
– não. Só tem casal lá.
– então… Roupinha leve pra comer e beber muito.
– agora eu sou doutora e sou assim. Azar.
– ui! Sou doutora e tenho doutorite.
– eu só comento quando o cara é bonito, quando é feio nem olho.
– tu sabes Pq tu fazes isso né?
– Pq eu sou puta?
– putaaaaaaaaaa
[inbox alheio, enviada ao grupo]
– Come delícia. Soca a Ana sem dó
– Ana? O que a Arnt tem a ver com isso?
– Anaconda amor. Acorda
[conversa no grupo]
– HAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHA
– kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
– Mas geeeeeeeeeeeeenteeeeeee! Olha meu nome aí sendo proferido em vão. LITERALMENTE em vão.
– kkkkkkkkkkkkkk
– Mas agora eu vou malhar, pq falar com o cara me deixou elétrica (pode ser os dois cafés também…)
– Café não deixa elétrica assim cara… Isso aí foi…
– hahhahahahha. Eu seee-eeei. Tava tentando mentir para ver se eu acreditava.
– HUAHEUAHUEHAUHEAUHEAU. Tava merecendo surra de piroca mole.
– 😦 Porra! De piroca mole não!
– prá falta de vergonha na cara
– Tristeza dupla: tu teres razão e eu não poder colocar isso no frases. Pq né? Tem adulto que lê o blog.
– HAUHAUAHUAHEUAHEUAHEUHEAUHEUHEUHAUEHAUE TEM A SUA MÃE QUE LÊ O BLOG!
– ahhahahhaah. Sim.
– Eu amo Roberto Carlos.
– hahahahahahaha. Ok. Acontece.
– Vai me dizer que não gosta?
– Não. :/ Desculpe.
– ixi. Eu pretendia ouvir Roberto Carlos no momento final do planeta terra. Durante o apocalipse.
– haahahahhahahahahaahha
– hahahaahhahaahhaahahahahah
– Eu levo fones com minha própria música…
– Eu acertei o presente da outra vez. Acho que consigo acertar outra…
– O da outra vez foi muito bommmmmm
– Eu sei que foi. Me lembro do agradecimento especificamente… Pelo agradecimento imagino que tenhas gostado REALMENTE.
– Eu gostei de agradecer.
– kkkkk.
– Queres doce?
– Sim : )
– Banana? Figo?
– Banana. Figo é ruim.
– Tem goiaba tb.
– banana. banana.
– haahhahahaha. ok. Eu vou comprar o que queres, pq eu digo que farei as coisas e EU faço.
– : / Sem graça.
– a minha companhia fica boa com café. A minha companhia sempre é legal. (mentira, quase sempre)
– Só quando você não está brava.
– Eu nunca fico brava sem motivo. Só quando falam em complacência. Ou quando me falam horrores e depois não me ligam. Mas tu nunca fizeste isso, então eu nunca fiquei brava contigo.
: | Você está acidamente meiga. 
Acidentalmente meiga

Acidentalmente meiga

O que pede a pele

É que a pele exige o que perto não está.
As ideias voam longe e provocam vontade,
num instante de lembrança fugaz,
daquilo que minha pele exige:
o que perto, não está.
Sobre lembranças fugazes

Sobre lembranças fugazes

Frases da semana XL

Semana cheia de falas… Esquecidas, atrapalhadas, mimizentos, silenciosas, engraçadas, bonitas, saudosas… Uma semana, enfim, normal.

 

– Vai pela direita
– Quando falam direita ou esquerda me fodem.
– A outra direita
– DIREITAAAAAAA

– Ana, eu caí ontem?
– Cair? Não que eu tenha visto… Pq? Tá roxo?
– Porra..eu lembrei que cai. Hahahahaha. Tu não lembra? No carro…’simulando’ que estavamos salto..rs
– SIM! Caíste! Hahahahahah
[corta para a citada cena, recordando]
Porta aberta do carro, to sentada no banco atrás.
– Ana, Ana. Vai ser assim ó. Você vai estar dentro do avião, saca? Eu vou estar aqui, aqui óh. Desse jeito. Ai eu vou pular antes assim.
[volta para hoje]
– Malander..eu tomei um escorrega..hahahaha. Mas quando isso?

– Muito boa essa!!! Vc sempre se entrega no sorriso rs.
– sempre não! Só para os que valem a pena.

– Tá bem?
– eu? To. Pq?
– feeling
– to bem
– Tá estranha
– Tava almoçando.
– Ok.
(… 2h depois)
– mentira. Eu tenho saudades de ganhar cafuné. Fui. Beijo.
– hahahahahahaha

– eu e essa mania de morar longe
– eu tenho essa mania também. To chata hoje.
– kkkkk
– Mas o bom (não de ser chata – eu sou chata sempre) de morar longe é que eu sou mala o suficiente para me auto-convidar. E tenho pilas pra ir.
– Kkkkk vc não é chata e não se auto convidou. Fui eu quem te convidou! Kkkkkkk

– pegava. Pegava muito.
– pegava quem meu amor?
– essa moliér. Reproduzindo os provérbios do Cortéz.
– que mulher?
– era pra ti!
– Hahahahahahahahha! Tu és um amor

– se eu acreditasse nessa história de céu e etc. Você passando na fila pra nascer e o encarregado falando;
“Ah, essa aqui eu vou por dois espelhos do mar no lugar de meros olhos Só pra ver a opressão da galera”.
– hahahaha lindo tu!

– meu equador… Aiai. Segue ali! A D O R O
– Essa linha. Queria saber Pq. Só eu que tenho?
– é pra me fazer feliz.

– homem querido é uma bosta.
– kkkkkkkkk. E eu sou por natureza!
– uma bosta? Nunca tinha conhecido bosta cheirosa e gostosa.
– nãããããoooooo! É queridooooooo.
– hahahahahahahahahahahaha

– Ah, não… Não vá sem antes tomarmos um café.
– eu disse que não insistiria mais.
– temperamental.

– é uma fala genérica “o ego dos moleques” – só te incluí nisso.
– Compreendi, mesmo. Estava enchendo.
– Serio? Nunca imaginei que entenderias…
– calma. Como isso? Como não imaginar que estaria ao meu (ou de qualquer outro) alcance a compreensão de uma fala genérica? : |
– eu sempre imagino o pior das pessoas.

– enfim. O cara é um babaca. Vou malhar. Bjo
– vai la, que vou malhar os misogenos ali.
– hauhauhaua, não pilha demais senão terei que banir geral depois.

[conversa de grupo]
– e quando a guria vem dizer que acha linda a minha peroca e eu não lembro de ter mandado foto pra ela! VCS DERAM SHARE NA MINHA PEROCA????
– para mano. Todo mundo sabe que tu já mostraste a piroca no metrô.
– fica mostrando esse pau pra todo mundo, isso q da – perdeu o controle do alcance da piroca
– ela vai dominar o mundo! qndo o homem chegar em marte. A bandeira sera a imagem da MINHA PEROCA!
– quando o homem chegar em marte, haverá uma estátua da sua piroca sendo cultuada pela civilização local
– Peroca intergalática.

– somos mágicas demais para passar por isso.

#mágicas

#mágicas

Sólida lucidez (Poesia de dicionário)

sólida
lucidez:
insolúvel,
límpida,
descortês,
imutável.

fétida
nitidez
volúvel

lúcida
(lúdica?)
solidez
(solitária)

#MundoDeAna

#SólidaLucidez #LúcidaSolidez

#SólidaLucidez
#LúcidaSolidez

Sobre a dona dos escritos

Quem a vê sentada observando, o que pensa?
Ela gosta de detalhes… Atenta-se a cada um deles
Como quem devora um sorvete de baunilha delicioso
(Mas ela não gosta de sorvete de baunilha…)
Do que ela gosta? O que saboreia? E como? O que a satisfaz?
Descrever os detalhes demoradamente, com um sorriso safado no rosto,
Como chega? Caminha? Sorri? Olha? Aproxima? (Sorriu de novo?) Toca? Beija? Vai embora?
Ela para e relembra o que viu, sentiu, gostou, gozou, amou, espreguiçou, gargalhou, cansou.
(e se desorienta de novo e de novo e de novo). E escreve…
Um punhado de bom humor, tantinho de encantamento e de boas palavras.
Encadeadas, lidas, relidas, pensadas. E agora? Para. Para e lê.
Para e lê em voz alta. Pensa, pensa, pensa.
Volta, lê novamente, enquanto relembra as cenas, as ideias, as vontades
Essa moça parece (in)segura, talvez para quem olhe de fora, pareça um pouco boba até
Escrevendo poesias e poesias, “seria isso um risco? Seria uma exposição sem sentido?”.
E lá faz sentido guardar tudo isso dentro de ti, menina? Medo de quê?
Ah! Sim, ela nunca sabe o que pensam ou sentem sobre os escritos…
Ou, melhor, sobre quem fez os escritos. Nunca se sabe menina! Nunca se sabe…
No fundo talvez nem interesse. Se o sentir vem e gosta de repousar nas palavras: escreva!
Se por amor, paixão, tesão, cansaço ou vontade de repetição, não importa: escreva!
De qualquer modo, fingindo segurança, ela sempre remete (toda a vez) as palavras ao dono dos detalhes.
Não ao dono dos escritos. Ela gosta de pensar que é dona dos escritos (mas sabe que não é bem assim)
Ela é dona, sim, das próprias vontades… Vontades? Muitas, múltiplas, esperando, cada uma, seu escrito!
Vontade: do sabor, dos momentos, da saliva, dos beijos, do olhar, daquele braço forte, daquela gordurinha lateral, do cafuné (des)pretensioso, do carinho intencional, do suor, da tensão, da intenção de gostar, do sorriso.

Do sorriso? Não, não! Do sorriso não.
Do sorriso ela não é dona da vontade. Todo o resto ela disfarça.
Mas o sorriso? Ah! Esse ela só se entrega. Toda a vez. Sempre começa no sorriso.

Essa menina... A dona das vontades

Essa menina…
A dona das vontades

Frases da Semana XXXIX

Uma semana recheada de definições sobre nota conceito, conversas ubuescas em grupo, provocações baratas, egos inflados e… significado do nome desta que vos fala (bonitinho achei… acontece!). Boa semana!

– Só te digo que nada supera o conceito.
– ???
– Conceito: sexo 10 é mais que uma trepada. É “poesia” e “colinho e cerveja artesanal” depois de um dia de merda.
– É, conceito. :/

– (Provérbio de Cortéz)
– Tô só observando aqui…
– Eu sabia que serias a primeira!
– ahhahahaah. Eu SEMPRE serei a primeira, mesmo quando eu não for, meu lugar já está demarcado.

 …

– pqp!
– Ah Arnete, tu estaria dando gargalhanda e com câimbra ainda!
– Meu bem, não com sorvete… O que eu faço é meu e sobre mim (…) não é para ser estampado na propaganda de MERDA de um gelato!
– Ah, sim. meu corpo, minhas regras
– ❤

– Você não gosta de selfie no carro.
– Não! Acho brega.
– Mas puxa vida… Como mostrar toda a descontração e a intensidade do final de semana?
(…)
– A história do selfie no carro era no twitter… depois a stalker sou eu.

– Tu estás no trabalho ainda?
– Já cheguei, banhei e comi. Estou pronto para deitar.
– essa resposta pede uma bobagem. Mas enfim. Calarei…
– “Pede uma bobagem”
[resposta não dita: não tinha visto que pediste… teria dito, óbvio… 😉 ]

– Ainda bem que aí é grande. Deve ser simples achar.
– Não é bem assim moça. Seu cafuné é único.
– hahahaha A pilantragem dele não tem limites ❤

– Acho que tu nunca mais te livras de mim…
– ai ai… Nem quero!
– hahahahaha. Não diz isso…

[conversa de grupo]
– Parabéééééns! /Parabéns / Parabéns (repetidos…)
– Vai me comer e casar comigo!
– Ele vai ser o Pi??? AI QUE FAMÍLIA FELIZ SERIA!!!
– Simmmmmmmmm
– Pi?
– Aimmm seria o paraíso!
– Pi? Piroca?

[conversa de grupo]
– Eu não como nutella, tu sabes né?
– Nunca mais comerei nutella.
– Eu tomo cerveja, e muito. Mas se encostar na minha cerveja apanha. E muito!
– Para ti eu passo na manteiga! E faço pra ti igual a cena do filme…
– Ai que nojo.
– Ai de novo isso. Quando fiz proposta não aceitaste :*

[conversa de grupo]
– Imagina só: a minha piroca, lindinha, fofinha, pitiquinha, embalada em uma embalagem kitkat? Quero ver se vc não dá um BREAK?! HAVE A BREAK?! PIROK KAT!
– Véi… a gente sabe direitinho quando teu expediente acaba né?
– AAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHA
– Meu deus.
– Depois vou fazer AS AVENTURAS DA PIROKINHA ALADA! Em diversas situações, no metrô, trem ônibus, jardim, tocando metallica..
– ao menos parou de pensar na história das bonecas…
– HAHAHAHAHAHAHHAHAHAAHAHAHHA VOU MORRER
– óh! ela vai assistir o filme. Vai ganhar o oscar!
[sério. tem dias que francamente…]

– Tava dando uma inflada no meu ego lendo o seu site 😀 kkkkkk Linda!
– ahahahahahahaha

– Olha ali! Olha ali! o.O
– tá todo mundo olhando! Genteeeee
– eu acho que se não tivesse ninguém eles faziam aqui mesmo.
– será??? Não tem como!
– ah! Do jeitinho deles. Acho que sim.
– será???
– Do jeitinho deles é ótimo. Eca. Vai pro frases.

– As minhas frases lá é só bobagem, só zoeira… Nunca tem frases assim.
– Mas a gente conversa desse jeito?
– Não né mano!
– Então como é que queres frases assim lá?

– All hope is gone. Vou ouvir fagner e pablo.


– Você sabe o significado do seu nome?
– Ana? Não!
– Graciosa.

#Graciosa #AninhaCheiaDeGraça ;)

#Graciosa
#AninhaCheiaDeGraça
😉

Navegação de Posts

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: