Palavras ao Vento

penso, logo escrevo!

Arquivo para o mês “junho, 2015”

[Meu] mundo

Espaço de silenciamento
Tempo de inquietação.

Vida.

Perto ou longe. Sempre em um (outro) sem lugar.
Movimenta, roda a saia, sorri, dança, acena e vive, mulher…
Intensa, colorida, simples (ou não).
Se o mundo não aguarda meu momento, eu construo um.

Sorrir o sentir ;)

Sorrir o sentir 😉

Ter sentido [Mundo de Ana]

Tudo o que faço, digo, penso tem que ter sentido.
Visceralidade de existência e pertencimento.
Inconformidade que habita e faz amar

Uma poesia aqui, uma fotografia lá: um jeito de olhar e viver meu mundo
Um dia no grito, outro no pranto, horas de euforia, horas de descanso

Ter sentido é saber que
Visceralidade é curtir o momento: da preguiça à ação
Inconformidade é mover-se sem parar
Mesmo estando no mesmo lugar
#MundoDeAna

Persigo o mundo! #protaagonizo

Persigo o mundo!
#protaagonizo

Atordoa

Andava pela rua
amando sob a lua
agonia de quem cultua
ansiedade da vontade crua
atordoado pelo sabor de tua pele…
n u a
abraço
(Imagem retirada do site:

Minha [tua] pele

#MinhaPele

#MinhaPele

[Versos Gritados]

Meu silêncio inexiste
Nas linhas minhas
Nos versos gritados
Em sussurros inconstantes

Teu silêncio ressoa
Na inquietude insistente
Na rouquidão de esperar
Um fim
[ou recomeço]

#VersosGritados

#VersosGritados

Série Versos Gritados, escrita em parceria com Phill-it

(http://www.facebook.com/phillitnow)

O que pensávamos ser

Cada verso meu tem sempre um endereço
na vontade de ver teu sorriso
na descoberta de tua sonoridade
nos dias em tua companhia
minhas palavras se fizeram poesia
a sincera intenção desse gostar distante
entristece em pequenezas egoístas
de quem já observava teu silêncio

Teus sorrisos, carinhos, sons, cheiros, vontades
que povoaram as palavras minhas [conversas nossas]
me trazem a certeza de que a felicidade reside
em nossa transparência de sentir e saber
que somos, exatamente, o que pensávamos ser

12756920163_40cb5b3bb0_o

Frases da Semana XLVIII

Acúmulo de duas semanas, com belas conversas de grupo, risadas coletivas, declarações de amor (ah! Semana do dia dos namorados né? Não tem como…), limites de amizades, encontros e desencontros… Duas boas semanas : )

– Eu vou nessa… amanhã acordo junto com o sol…
– Eu to arrumando a mala ainda 😥
– Cabe um barbudo aí na tua mala?
– Cabe uma mala dentro da mala?
– rsrsrs

– Eu já to no frio e minha companhia é um travesseiro murcho
– ooooooooo dó! Antes um travesseiro assim, do que uma menina que ronca…
– É verdade, ele é bem silencioso. Mas meio frio.
– Pois é
– E ele nem fala que gosta de mim.
– Viu?

– Tava vendo aqui nos meus contatos achei um cara, bonitinho… Acho que vou chamar.
– Vixi! Vai nesse aí não que ele deve ser mo chato!
– Eu nem tava pensando em conversar… (…)
– Aí sim. Então acho que ele deve ser bacana…
– Enfim, to cogitando. Não sei se ele vai querer repetir a dose, sabe?
– E tem que ver se a agenda dele vai estar disponível.
– é… também tem isso. Primeiro tenho que ver se ele quer, depois se no dia que posso a agenda dele tá livre
– Mas é claro que vou curtir sair contigo de novo!
– E quem disse que eu tava falando de ti? u.u

– Venho por meio deste dizer que ontem eu tive dificuldade de fechar a mão.
– ANA HÁ
– Eita Lasqueira! Obrigada pela atenção
– L
I
M
E
T
E
S
– Li metes

– Ana! Fiquei com uma mina hoje!
– Tinder?
– Tinder.
– (…)
– Anex, preciso dormir urgente. Beijo
– Caralho! Eu tava dormindo acordei com tua mensagem!
– aiuehaiheiaheiaheiahiue
– Vai beijo.
– kkkkkkk befefe
– Tudo bem, kkkkkk o sono volta.

“No que você está pensando?” Eu estou pensando que as últimas 5 pessoas que eu fiquei (sendo generosa, talvez de verdade sejam as últimas 10), são mais novas que um dos filmes que eu tenho lembrança mais clara de ver na minha infância… Com isso encerro minha sexta-feira. Obrigada pela audiência. Boa noite.
– hahahahahahahahaah
– Eu não sei se me acho foda ou me deprimo!
– Se ache foda, sempre!
– hahahahahaha. ooooowwwwnnnn ❤

– Vou sair hoje. Peguei aquela ontem.
– Tu tá facinho hein?
– Piroca não gasta mozão!

– adoro mensagens inbox perguntando se a gente namora!
– hahahahahahahahaha É foda que o fb não tem a opção de relacionamento “amantes latinos”, pq se tivesse a gente resolvia isso!

– Quando estiveres sóbrio mozão, falaremos sobre a série! : )
– Vou tomar um banho e comer, aí falo contigo… Se eu não desmaiar.
– O moleque tá tão bêbado que faz proposta decente pra amante dele! ahhahahahahaha ❤

– Tá frio e vc tá longe…
– aqui tá quente
– Acabou minha cerveja. Vou dormir.
– Beijo, boa noite
– Vou ali sonhar com uma baixinha que gosta de cerva.

– Hoje eu to lembrando de ti, estou aqui no Tchê café tomando umas cervas gaúchas… E o que está faltando aqui é a boa companhia mesmo.
– oooowwwwwn lindo!

– Mozão! Tô aceitando! [kit de dia dos namorados cervejeiro]
– Por você eu comprava até a cervejaria!
– Por ti então eu morreria de cirrose! hahahahaha. Mas feliz.
– ahahahahhahahaha.
“And I don’t care if you’re sick I don’t care if you’re contagious I would kiss you even if you were dead”
Veio na cabeça o refrão hahaha

– Eu te conto depois!
– Ok. Me conte depois…
– Vou te dar aula
– Olha eu adoro ter aula… na cama, no chão, na mesa, no banho… :p
– no sofá, no tapete, na rua, na área de serviço.
– Na área de serviço não… mas no tapete, no sofá, no quintal… Na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sapê.
– hahahahahhahaha
– ou na minha versão: na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha com sakê.
– hahahahahahahahaha. QUERO.

[conversa de grupo]
– Ana! Quem é o cara da estação de trabalho?
– Amigo meu, tá aqui em casa essa semana. Sem sexo relacionado.
– É que com aquela barba achei que tu não ia deixar passar kkkkkk
– hahahahahahahahaahha. Se eu pegasse não exibia tanto.
– V
A
D
I
A
– ❤

[Conversa de grupo]
– Enquanto isso tua amiga tá quase virando um saco de batatas
– Começou a história do saco de batatas de novo. Não né
– Para com isso e vai apavorar os caras do Tinder também.

– COMO É QUE EU VOU LIDAR COM ISSO????
– Não tem como lidar com isso hahahahahahahahaah
– Mas ele come homericamente
– Ignore hahaha
:/ E tá me fazendo tri bem
– Licença transética
– hahahahahahahahaha ❤

[conversa de grupo]
– Olha só isso…
– hahahaahhaahhaahhahahahahhaahha CHOREI
– Ainda bem que tô enxergando só com um olho, pq com dois é demais para mim.
– ahahhaahahhahahaahhahahahaahhahaah
– mitando!
– Queria dizer que hoje é um belo dia para ver com um olho só!

– Desativando notificações em 3, 2, 1… Hoje eu ganhei a corrida e disse que quero antes de todas as 1000 mulheres que virão depois.
– hhahahahahahahahahahahaha Cê sabe que se eu pudesse eu deixava de te amar né?
– Sei…

[conversa de grupo]
– Aí eu tava falando com ele e ele me disse que estava com saudades dos meus lábios de mel
– hahahahahahahaahhaahhaahha. Que bregaaaaaaa
– Eu pensei: eu também estava com saudades até dois segundos atrás!
(…)
– Andar de mão dada é tão brega quanto dizer que está com saudades dos lábios sabor de mel

– Aninha! Tu me pediste uma peça em vermelho. Então montei meio roqueira, minha inspiração foi você!!! Espero que curtas a peça inspirada em você como MUSA!
– UAU! Super sombria e aberta ao mesmo tempo! ADOREI! Destacada. Adorei.
– Eu ia descrever assim, mas achei: to doido!
– Tá não! É perfeita. Pode publicar e dizer: tem dona, desculpe mundo.
– hahahahahahaha.

– Aiai, falar contigo faz meu dia mais feliz! ❤
– O meu também! Já falei há muito tempo, mas… Eu te amo.
– Eu corro o risco de ser repetitiva, mas eu te amo.
– ❤
– Muito amor para começar o dia! Vou lá estudar sorrindo!
– hahahahha.

[conversa de grupo – em tom de amor nerd]
– ai ele falou que gostava de mim. E eu respondi “eu sei”
– Nossa que esnobe!
– Não! Tu achas? Eu acho “eu sei” uma puta resposta linda!
– Linda?
– Claro! É a melhor resposta de cinema para “eu te amo” de todos os tempos!
– A cena mais linda de todos os star wars!
– Hans Solo para ser congelado, a Princesa Léia diz “eu te amo” e ele responde calmamente: “Eu sei”. Muito mais lindo do que se ele tivesse dito “também”.
– Muito mais!
– vocês são loucas!
– não! ahahahah. Imagine só que foda tu saber que és amada? Saca o amor que é tão lindo e de boa que tu SABES que é amada e consegue dizer isso para a pessoa tão livremente? Pô, é lindo?
– É lindo! A resposta mais linda que tem. Melhor que “também”. Também parece obrigação.
– É… vendo por esse lado.
– Dizer eu sei é foda!

– E é a cena mais linda de todos os 6 filmes do Star Wars.
[E TENHO DITO! CENA LINDA, EM VERSÃO LEGO WARS – E DEPOIS A ORIGINAL]

- Oi Mozão! - cri cri cri

– Oi Mozão!
– cri cri cri

Massa crítica

A massa, disforme,
deforma no vagão
sovada pelas curvas
dobra seu tamanho
no mesmo espaço
e espera…
o ponto,
a hora exata
e trabalha
trabalha
trabalha
e espera
a exata hora
do ponto
e volta, como massa
deformada no vagão
exprimida nas ideias
diminuída no tamanho
comprimida no espaço
e, calada, espera
o próximo gol.
Grita.
Bebe um gole
da pilsen
aguada e gelada,
que refresca
a noção
de ser massa.
Gol. Grita. Bebe.
Engole a vontade
de ser mais
que massa
mediana

Crítica é a massa
que aguarda a vida
trem no horário,
passo atrasado
ficar cansado
andar parado
viver no passado
esperar o futuro
sem gozar
o presente
o momento
o sublime
instante
do efêmero.

A massa critica
a crítica da massa
e no outro dia
comprime
de novo
a massa
disforme
deformada
no vagar.

#SomosMassa

#SomosMassa

Encontros (De que vale a vida?)

De que vale a vida sem sorrir?
De que vale o instante sem prazer?
De que vale
Amizade sem compreensão?
Tempo sem paixão?
Olhar sem pretensão?

De que vale ou quanto custa?
Não existe vida sem ônus
Nem ônus sem pesar
Toda escolha carrega
momentos de distância obrigatória
instantes de proximidade intensa
Felicidade em segundos eternos
Tristeza em meses fugazes.
E passa. Tudo passa. O tempo todo.
Dias com cada vez menos tempo
Espaços percorridos sem problemas
Que geram, mais e mais, Idas e vindas
Encontros em tempos de solidão
Espaços e tempos de percorrer (encontros)

Espaços e tempos de percorrer (encontros)

Gritos em versos

É com zelo

e deleite

com o gosto

do desejo

pelo gozo

preso

em palavras

surradas

maltrapilhas

delineadas

saindo

do peito

no tranco

para que tu, 

meu amor,

sim, tu

escutes

como

suave

sussurro

carregado

pela brisa:

meu sentir

em

versos gritados.

#VersosGritados

#VersosGritados

Versos Gritados é a nova série de poesias do Blog, feita em parceria com Phill-it (http://www.facebook.com/phillitnow). A poesia que inaugura a série substitui a usual postagem “Frases da Semana”, de sexta-feira, mas foi inspirada em diálogos poéticos com este que é, certamente, um grande companheiro de jornadas: Phill/Cortéz.
Versos Gritados
Num sussurro inebriante
(que venha e tenha vida longa <3)

Navegação de Posts

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

penso, logo escrevo!

Ecce Medicus

penso, logo escrevo!

Blog do Sakamoto

penso, logo escrevo!

%d blogueiros gostam disto: