Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Falta ou excesso [teu sorriso]

No fundo, a poesia é sempre sobre a inquietude de quem escreve,
Aquilo que irrompe, forma, deforma, intranquilamente, o pensamento
Já foste inspiração para alguém? A sensação de falta ou de excesso?
Falta e excesso: de si mesmo. Sobre outro alguém.
O instante suave que sentes a ausência e o sabor
Da lembrança pelo café, do abraço ao dormir, do cafuné ao acordar, da barba na pele: prazer.
De me fazer sorrir o teu sorriso.
falta e excesso: o que a pele pede (Foto de Alex Barbã)

falta e excesso: o que a pele pede (foto de Alex Barbão)

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

caderninhodeideias.wordpress.com/

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: