Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Insone torpor

O torpor da inspiração insone
que conjunta, intensa e curiosa,
acompanha, preocupa, ri, diverte
cantarola a felicidade na distância
e quer e afirma querer

O silêncio das palavras, dos traços, da cadência
O silêncio da vontade, do prazer, do abraço
O silêncio da possibilidade, do sorriso, do torpor
Confusas confusões intranquilas
seguem silenciando madrugadas insones

Eu não sei me afastar dos meus muros.
[silêncio]

13217742734_da52162c79_o

Navegação de Post Único

2 opiniões sobre “Insone torpor

  1. “Confusas confusões intranquilas
    seguem silenciando madrugadas insones

    Eu não sei me afastar dos meus muros.
    [silêncio]”

    Parabéns, lindo poema

  2. Pensando Palavras Ao Vento em disse:

    😉 grata menino!!! Sempre grata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

caderninhodeideias.wordpress.com/

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: