Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Isso não é uma poesia

teu sorriso
me faz sorrir
igual boba
toda a vez

minha ansiedade
me faz falar demais
disfarçando obviedades
toda a vez

pular amarrado é simples
quero ver escrever
sem amarras, nem pudor
toda a vez

ignora o perigo, menino
romper altura não é tua coragem
nem declarar meu gostar, insanidade
são tudo excessos do nosso jeito de ser

por isso falo sem receio
teu sorriso me faz sorrir
e delinear versos desconexos
toda a vez

meu sorriso denuncia descaradamente
te chamo de babaca
me declaro como boba
e (d)escrevo que te adoro
toda a vez

[isso não é uma poesia]

Sampajan-7

Tu tens medo de quê? Pular com amarras é fácil. Quero ver aprender a amar em voo livre: te joga.

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

caderninhodeideias.wordpress.com/

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: