Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Narrativas e madrugadas

Dizem que ela, antes que pudesse perceber, alongava conversas durante a madrugada falando de divisão celular, explicando situações e motivos para compreender aquilo que a encantava. Em outros momentos, devaneava sobre idealizações futurísticas de Asimov, suas problematizações acerca de como a sociedade leria cada vez menos e automatizaria o aprendizado (como o primeiro conto de os Nove Amanhãs), ou como as previsões da psicologia estatística se vinculam ao período histórico em que foram escritas, sorrindo sem querer entre os devaneios e mostrando seu lado mais incontidamente nerd.

Ao que o garoto replicava, após escutar em silêncio os devaneios da menina, várias vezes: você é a pessoa mais nerd que eu conheço! E ele? Quando falava, interrompia a narrativa para respirar – pois ele, ao falar de si, sempre prendia a respiração e ficava levemente ofegante. Marcas de uma ansiedade rodeada de pensamentos constantes – eu penso demais, costuma afirmar como mantra. Em conversas madrugada a dentro, cita leituras da dramaturgia mais desconhecida (para a garota, claro…), explica as relações políticas, construções das personagens, esse mundo que é distante e, ao mesmo tempo, tão comum e bonito. Entremeado de suas histórias, cita Clarice, de forma simples – como se simples fosse: A grande tarefa é ir até o fim.

Cada um tem o inesperado que merece – isso ambos sabiam…2016-09-14-16-05-45

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: