Palavras ao Vento

penso, logo escrevo!

Arquivo para a categoria “v.a.d.i.o.”

A simplicidade da menina

A simplicidade, meu caro, nunca foi o que a regeu. Ela sempre buscou aquilo que a encanta, o que arranca a risada mais espontânea e inesperada. Risada esta que reaparece, dias depois, suavemente (naqueles momentos despretensiosos, em que estás caminhando na rua? Sabe como é?).
Só que os encantamentos – dizia ela – são múltiplos e estão espalhados por aí no mundo. Sorriso? Era seu primeiro olhar, o que a fazia parar tudo e prestar atenção com um foco raro (quando a chamam de distraída é por nunca terem visto essa menina observando um sorriso).

Um jeito vadio (ela adora o som dessa palavra: v.a.d.i.o. dita pausadamente, com um sorriso estampado nos lábios), uma conversa boba (mas sincera), elogios estranhos e inesperados
– Nada de chamar de linda!!! Isso é fácil – dizia ela…
Mas: narrar a curva que a costela faz quando ela se deita?
Encantar-se com a implicância de seus pensamentos e devaneios?
Aguardar as palavras narradas à exaustão?
Falar da elegância do vestido e coturnos ao ir na padaria?
Ou, ainda, ressaltar o quanto decotes são comuns: “mas essa tua panturrilha, com esse coturno? Foi a primeira coisa que vi…”?
Um jeito que faz a menina se perder: no sorriso, na pele, na vontade, no diálogo, na mordida, na saliva, no silêncio, no olhar, no cafuné, na barba, no sorriso de novo: prazer, suor, câimbra, gargalhadas, suspiro.
Se encanta por vários, ama-os muito, quer um pouco de cada um
Como se fosse possível misturar cada pedacinho dos amores e prazeres num potinho
(e ela sempre acrescentava pedidos por peles mais rabiscadas – um deleite à parte)
Ela se perde: toda vez.

O problema?
Essa difícil mania da menina…
Ela amava demais, e não tinha medo de declarar o amor. Mas apaixonar?
Só por aquele que ela não compreende, aquela ânsia pelo desafio
E ela seguia sem compreender [portanto]
A simplicidade, meu caro, nunca foi o que a regeu…

eu-12

Frases da Semana LXVII

Dos diálogos bons e difíceis em uma semana abarrotada de risos e choros…

– É cara, é foda… Esse lugar é lindo, eu resisto, mas é lindo… Os caras mandaram bem…
– Os caras tipo Deus?
– É, Deus, os movimentos tectônicos e geológicos
– Deus e a equipe dele…
– Tipo isso, Deus e os geólogos que ele contratou… Foda, olha isso. Os caras mandaram bem né?

– Você que é a Ana Arnt?
– Sou!
– Nossaaaaa, vou te dar um abraço, vc é famosa!
– oi?
– Quartas no paraíso, o post mais aguardado da semana
– oooowwwnnn

– “levei um fora”.
AEEEEEE
To bem…
HAHHAAHHAAHHAAHHAHAAH
– Hauahuauah
– Ainda bem que meu humor é porco
– Para meeeeu
– HAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHA. DEIXA EU ME DIVERTIR com meu fora
– SIMM. Divirta-se
– não se diverte com isso. Foi só oportunismo barato.
– Vc pede para se divertir depois fala que não se diverti com isso
– óbvio que não me divirto com levar um fora. É um amor, mas aquele 1% é babaca.
– kkkkkkkkkkkkk
– Tô sendo só eu mesma
– Gosto assim.
– Eu sei. Vai dormir.

– Pode elogiar, só pega leve…
– Lógico que posso.
– kkkkk pode.
– Estou no meu direito de elogiar, pois vivemos em uma democracia
– TEU DISCURSO TÁ MUITO FORA DE CONTEXTO. TOMANOCU
– kkkkkkkkkkkkkkkkkk

– não sou mocinha
– és sim!
– o coração é as vezes
– É S M O C I N H A
– Mas o coração é burro
– LATA PEQUENA DE LEITE CONDENSADO
– HAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
MORRI.
Exmocinha. Agora vou ser rude e pá
– Puts essa foi bosta

– Me defina liberdade na sua concepção
– liberdade?eu acho que liberdade, numa relação, é tu te sentires à vontade – não necessariamente fazer o que quer, eu não acredito em liberdade como fato, visto que nascemos numa sociedade com regras que nos são ensinadas desde muito cedo
– Liberdade é fazer escolhas e saber conviver com as consequências delas né?
– eu acredito em práticas de liberdade, ou seja – atos, momentos em que vamos construindo essas regras em conjunto, reorganizando o que aprendemos em uma vida e refazendo a partir daí
– Vc vê liberdade, como eu vejo felicidade… Momentos. Porra, adorei sua definição. Valeuuuu
– Michel Foucault na veiaaaa ❤️ Te digo q a esquerda é massa.
– kkkkkkkkkk

– Às armas, Ana! Mas eu ainda preciso me agarrar em alguma coisa…
– Eu tenho uma sugestão sobre ao que podes te agarrar…

[conversa de grupo]
– depois vcs falam de mim
– hahhahhaha sei que teve bunda na mão; mão na bunda
– ê povo assanhado
– Quem pôs a mão na bunda de quem?
– Oxe se pegaram horrores.
– HAHAAHAHAH TÔ É MORTA COM ESSA

[conversa de grupo]
– vocês são loucas
– AHAHAHAHAHAHAHAHA.
– Sou mesmo. Assumo
– Vcs estão me fazendo gargalhar no meio do aeroporto. Pareço retardada
– Parece louca e a culpa é minha?
– Culpa não. Tu és cúmplice!
– eu tô me atirando pra cima de todos os barbudos que pegaria. acordei v.a.d.i.a hoje
– hahahahahahahahahahha
– Tenho passado muito tempo com a Ana.
– Tá te atirando agora né? Sábado tava não. Hahahahahahahaha. Vira vadia. (Pq não era). E eu sou a culpada?

[conversa de grupo]
– eu gosto de vadio msm… vadio é prático gente. chega beija, ri, porra… prá que complicar
– Mas Vadio não fica, em geral não fica… :/
– Fica, só não fica com a gente… rs
– e por que você acha isso? Porque somos vadias tb e no fim das contas eles não querem alguém semelhante?
– pq a gente é cúmplice… rs

[conversa de grupo]
– Tu só arruma macho em SP
– hauhauahuahauhauahua
– pq deus disse: vai arrumar macho em sp, p ver se tu voltar p tua terra, desgraçada da cabeça! Só obedeço
– hauhauahuahuahaua
– só pode ser isso
– põe Deus no meio prá justificar Sexo longe. DEUS TÁ VENDO. tá vendo e dando print nessa conversa
– deus, não dá print agora, tem mt safadeza
– HAAHHAHAAHAHHAHA. Deus adora safadeza.
– ENTÃO PRINTA SIM, DEUS!
– ainda bem que sou uma boa pessoa, creio que serei perdoada e entrarei nos reinos
– kkkkkkkkk
– se dependesse só de vocês, minha vaga no inferno já tava garantindo
– só quero entrar se tiver sexo e open bar
– olha ela pleiteando vaga de aristocrata dos céus
– senão, me deixa de boas em outro canto
– hahhahhaha
– se dependesse da gente? miga, tu não te faz de doida, pq tu tem pulseira vip na fornicação!
– hgahahahahahahaha
– No encontro tava assim…
– AMIGA ASSIM NÃO POSSO TE DEFENDER
– haahhahahahahaha
– Só posso pegar na tua mão e fazer igual :p

[conversa do grupo]
– Só me resta fulano e ele não me quer. Então só tenho a geral
– aiai
– to namorando todo mundo
– “Sou fiel à geral”. Issae! Monogamia com a geral

[conversa de grupo]
– tá em silêncio = tá trepando
– ele não queria me lagar
– Hummm mostrou pra que veio hahahahahaha
– sem mais para o momento
– To trepando não. to de ressaca
– inveja. queria estar assim
– ela fala, fala, fala mas não fala do boy que pegou
– quem que peguei?

– tá com tempo né estagiário?
– kkkkkk vai ser agressiva?
– rsrsrs. Só se te agradar :p
(va.ga.bun.do)
a.
1. Que vagueia, que anda sem destino; NÔMADE. VAGAMUNDO, ANDARILHO.
Prefiro vagabundo (só um parênteses).

– para de dar luz para a fotossíntese desse guri, ele não merece tua luz.
– kkkkkkkk boa.
– bom pra postar no face… devaneios biológicos. “ele não merece da tua luz para sua fotossíntese….’

20130807

pq a gente adora um vadio…

Sê tua sede…

Sê sem pressa,
Pura vontade,
Sê teu anseio,
Sem secura ou aflição
Cede, sem ânsia
Sutil desejo
E insana ambição

Sê tua sede,
e cede o afeto
Se de fato és
Sede com intenção

ana-22

cede o afeto

Frases da Semana LXIV

Conversas de uma semana maluca. Monotemático. Parcial (sempre é, mas veja… tem uns vazios na mente), maluco. Essa semana foi, maluca.

[conversa de grupo]
– Vi tudo kkkkkkk
– HAHAHAHAHAHAHAHA
– As permitidas estão no álbum
– Eu só tenho permitida pq né, peguei ninguém ontem
– Só tem foto bonitinha sua lá
– mas permitida ou não eu sempre saio bem
– Pelamor de Deus, cada foto medonha minha, apaga isso
– até sóbria é loka!
– HAAHAHAHAHAHAH
– Estar sóbria é ver e não registrar coisas que eu vi no fundão do roxo. Ontem foi o dia do beijaço!
– SEI DO QUE TÁ FALANDO NÃO
– AHAHAHHAAHHAHAHAHAHA
– Sabe não, né?
– Sei de nada, sou inocente.

[conversa de grupo]
– Ele é daí!
– Ai não conheci ninguém!
– Ele é uma coisa, um gibi lindo!
– Pediu foto comigo e com ela!
– Chamei ele pro diálogo já que vocês insistem…

– Vou ficar quieta. MAS ESSA TUA AMIGUINHA ME IRRITA!
– eu sabiaaaaaaaaaa
– porra, tnc. Se falar que fico puta, eu nego.
– A outra lá surtou com ela.
– Ela tá fazendo de propósito.
– E tu curte. eita bixa danada
– CURTO MESMO.

– Vou xingar ela de novo e dizer que tu és fofo!
– TE PROIBO!
– PROIBIR FEMINISTA NÃO!
– kkkkkkk. TE PROIBO MOLIER!
– Amigo, compra chocolate, mas não me proíbe de nada não.

– Tá cheio de mulher loka nesse mundo. A gente é phyna flor, sério
– A gente é foda… Mas aí a gente meio que tem que lembrar né?
– Olha, no meu ponto de vista eles sabem que somos phodásticas e dá medinho.

– Vc não tá bem né? Cadê vc?
– To indo prá casa ❤
– Meu, o que foi isso?
– Sou velha. To cansada, quando eu me canso eu quero ir.
– kkkkkkkkkkkkkk
– Eu quero dormiiiirrrr

– Não ri assim logo cedo, eu não tomei café da manhã.
– Nem eu.
– Mas café é vida!
– Eu não tomo café da manhã.
– Acabou o amor. – kkkkkk
– Acabou.

– a coisa é manter a sinceridade
– Exatamente
– Eu tenho a impressão… Enfim, Vou pensar antes de proferir minha impressão.
– Sim senhora!

– “Meu partido, é um coração partido e as ilusões estão todas perdidas”
– por isso o partido… As ilusões estão todas perdidas…
– kkkkkkk
– “Segue nessa marcha triste
Seu caminho aflito
Leva só saudade
E a injustiça que só lhe foi feita
desde que nasceu
pelo mundo inteiro
que nada lhe deu”
– 😟

– Calmaaaaaa pequena
– to calma. Vou comer.
– Isso, precisa comer
– rs, que mais? 1) Comer; 2) Calma; 3)…
– Vou pensar aqui
– Pois pense, por favor. Mas pode pensar e me oferecer chocolate junto
– Tomar distância de jogar chocolate
– Não precisa, tu pode ser de pertinho.

[conversa de grupo]
– hahahaahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahaha. Ela é a melhor contando histórias! Tchorando de rir aqui
– Pq? hahahahahahha. Ah Tá.
– E ele nem foi então.
– Não. Tá off desde ontem.
– Gay
– 😔
– Amar é uma bosta com cheiro de flor roxa.
– hahahahaha. Isso.
– Pelo menos tem sexo sem amor. AMEM
– Ameeeemmmm
– Ameeeeeeemmm

– Responde ué
– mas o que? o que? Ai meu deus, to nervosa.
– Ana, calma ué. Só responde a hora. Seca assim.
– Tá. To calma. O que eu faço? Prá quê? Prá quê?

– Aí recebeu mensagem de tarde e depois?
– Nada. Saco.
– Mas vc não mandou mensagem depois né? Não manda nada.
– Não mandei não! Vou ficar é quieta!!!
(…)
– To revisando as coisas de ontem, mandei mensagem sim. 22h.
– putz.

– tu usa o Lightroom para editar imagem?
– Não, não. Eu não fotografo nesse nível. hahahaha
– rsrsrs. “nesse nível” deve ser no nível ruim, que precisa de edição! kkkkkkk
– Besta.

– Não discutimos tanto quando falamos de política, e agora vamos nos estranhar por causa de Chico Buarque. Mais um motivo para odiá-lo.

malandro

“Eis, o malandro na praça outra vez”, 

Sobre ressacas…

A vida tem dessas trapalhadas
A gente finge que está nem aí
Se enrola por querer
Segue enrolado por bem estar
Puro deleite sem descaso, nem acaso
boemia com sentido
sorrisos que encantam
risadas sinceras [e alcoolizadas]
na vadiagem declarada
a ressaca, um dia, virá
mas ainda não foi dessa vez
E quem disse que ela tem receio de ressaca?
abraço

sobre a vida, sobre ressacas 😉

Navegação de Posts

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

penso, logo escrevo!

Ecce Medicus

penso, logo escrevo!

Blog do Sakamoto

penso, logo escrevo!

%d blogueiros gostam disto: