Notas não aleatórias

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Arquivo para a tag “Acontecimentos”

Sobre ressacas…

A vida tem dessas trapalhadas
A gente finge que está nem aí
Se enrola por querer
Segue enrolado por bem estar
Puro deleite sem descaso, nem acaso
boemia com sentido
sorrisos que encantam
risadas sinceras [e alcoolizadas]
na vadiagem declarada
a ressaca, um dia, virá
mas ainda não foi dessa vez
E quem disse que ela tem receio de ressaca?
abraço

sobre a vida, sobre ressacas 😉

[Nossa] companhia

Se a intensidade faz parte do cotidiano
Se o atroz integra tua vida na minúcia
Risadas frenéticas, choros incontidos
Instantes que invadem, fugazes e perenes
Afirmamos: distância só é ausência e silêncio
Para aqueles que desejam se desencontrar
A companhia para cada ocorrência
É habitar na existência do outro

20140327

(imagem de Ricardo Liniers)

Cada vez

E cada vez é menos uma vez
roda a saia, roda o mundo,
e não para mais…

Cada dia é mais próximo, chega logo,
acha casa, acha sala, acha vida
e desacomoda o torpor…

A cada volta chega mais perto,
agora tá do lado, (des)pede e vem
e sorri com querer

Momentos de ansiedades insanas.

8672515880_7b6dac4ed9_o

Ciranda #ocupaescola

Eles querem é te incluir na roda
fazer a ciranda girar e girar
cantar enquanto te param na rua
estancam tua vida por horas e horas
param tudo o que faz a rotina rodar [parada]

PARA TUDO e vai com eles rodar
S E M P A R A R

Eles querem é te incluir na roda
sentam na avenida, organizam a pauta
habitam a rua, remontam a vida
que deixamos passar
que esquecemos lá atrás!
Te liberta dessa mesmice
Te permite fazer parte da roda
que essa rua também é tua
e ela estanca é para continuar
Te permite aprender
Eles querem nos incluir…
OCUPAM e nos ensinam:
Como é que se apanha e segue na luta
Como é que se para uma cidade
Sentando na avenida
dormindo no chão
Chorando no ar da pimenta
Enfrentando batalhão

Reorganização? SIM:
do nosso parco
cotidiano
que todo dia
faz tudo sempre igual
estanca
esmaga
esmorece
não
permite
respirar!

#ocupaescola
E nos ensina: a viver

Foto retirada de: http://goo.gl/Xn0eOi

Foto retirada de:
http://goo.gl/Xn0eOi

Foto retirada de: http://goo.gl/uWxE98

Foto retirada de:
http://goo.gl/uWxE98

Acasos…

E lá o acaso tem razão?
Dizem que nada acontece sem ele, sempre há quem explique por motivos quaisquer os acasos da vida.

De que valem acasos, se não nos debruçarmos neles e não nos forçarmos, minimamente, para fazê-los acontecimentos? Significá-los de algum modo? Torná-los parte de nós?

Acasos, acontecimentos, “Forças imperceptíveis do universo”… Ora essa, meu caro… com ou sem explicações aparentes, de nada seriam interessantes, sequer possíveis de transformar nossa existência, a não ser que queiramos – e não sem empenho.

 E tu, vais ficar aí parado?
E o acaso produziu acontecimentos... #EncontrosEDesencontros

E o acaso produziu acontecimentos…
#EncontrosEDesencontros

O Mundo de Ana

O mundo de Ana
sofre de uma inexplicável 
verborreitude poética aguda
resultado de um vício declarado
em doses demasiadas, intensas e inconsequentes
de cafeína, cafuné, estradas e paixão
tem diagnóstico e prescrição
Mas a cura… Ah, meu caro… 
O mundo de Ana 
sofre de uma explicável
vontade insana de seguir
com diagnóstico
Mas cura… Não.
#MundoDeAna

#MundoDeAna

Bichinhos bestas [ou “o nome da preguiça”]

Relógios…
limitam momentos, determinam o instante
demarcam a exatidão, controlam o prazer
por ignorar a minúcia do gostar à toa…
O voraz tempo da cidade é incapaz de romper a preguiça
daqueles (como nós) contraventores do aprisionamento
que a contagem dos segundos nos impõe

A suavidade é plena quando compartilhada a intensidade
do compromisso selado em nada fazer e, assim, muito curtir.
é na possibilidade de não sentir o tempo quando juntos
que aproveitamos o espontâneo sorrir,
espreguiçamos no deleite do simples estar
Despretensão amiga, vontade sincera

(Não é sempre que tem um bichinho besta que gosta de acompanhar)

#BichinhosBestas #preguiça

#BichinhosBestas
#preguiça

Frases da Semana XXXVI

Semana com definições de personalidade, declarações de gostares e amares, conversas coletivas non sense (ou quase) e muita (MUITA) risada… As melhores partes dos diálogos, esta semana, ficaram comigo! 
– “Don’t be a bitch, be the bitch” [gravura com citação]
– ❤ ❤ EU!
– achei muito você. Tipo: MUITO
– hahahaha, muito, muito eu!
– Cara eu quero ser como quando crescer
– Como o que?
– Como você!
– hahaha bobo.
– case-se com ele…
– hahahaha. Então. Ele não me ama.
– não?
– não como eu gostaria…
– Vocês sempre querem tudo ao modo de vocês. Mulheres são tão viados.
– Somos tod@s viad@s.
[divagações sobre o tema]
– Só uma obs… Ficou massa a aquarela!!! Eu curti a fuzilada de paintball no fundo!!!
– E essa tattoo linda! E aquela guerra de bixiguinha atrás? LINDA!
– Acho que essa é a menina mais legal que já conheci no Tinder! Inteligente, sabe discutir um assunto complicado (política, religião…), carinhosa.
– Eita! Meu clone!
– A versão básica kkkkk. Sem airbag master e faróis xenóns
– ahahahhaha. É que mesmo clone não sai como original. 
– hahahahha. Não.
– aiai, meu ego.
[conversa de grupo]
– e aí? Que tal o revival?
– Ma ra vi lho so
– Aberta a safra de 2015 para todas então?
– uhuuuulllll
– Eu precisava saber disso! kkkkkkk
– rsrsrs. Eu me preocupo. Com teu coraçãozinho… por isso te mimo entende?
– Entendi rs então é por isso!
– Sim. Puro interesse em tua saúde.
– Claro que é rs. Vc adora que eu seja saudável né
– MUITO. Circulação em dia e tals.
– Olha vcs dizem que anjos não existem é pq não conhecem @anenhabio, viu?
[conversa de grupo]
– oeeeeeeee
– lá vem!
– opaaaaaaaa nós duas?
– vai ter menáge???
– não vai ter nada!
– aiê que triste!!!
– tipo: AHHHHHHHHH ELE CURTIU, ELE CURTIU
– kkkkkkkkk
– que retardada!
–  descobri que pelas tuas configurações eu não consigo ver teus amigos que não são meus.
– sim, eu mudei isso para todas as pessoas.
– pois é… me deste um pouco mais de trabalho [nota mental: e a stalker sou eu… vai vendo!]
– kkkk devia ter pedido ué!
… 
– Tu só me dá bolo parei de convidar. Ainda come vaca e quer gohan prá que?
– porra. Gohan né cara!
– Tu só me dá bolo!
– Me convida que eu vou. Em tempos de gasolina cara isso é prova de amor.
– Sei.
– Nosso charme é inconfundível, mesmo entre os iguais nos destacaríamos!
– hahahahaha Sim!
– Eita! Mas Gostar?
– Gostar. Do verbo gostar da pessoa. E não só de gostar de trepar com ela? Saco né?
– Sim, foi exatamente essa a pergunta! hahahahahahahha
– hahahahahahaha Eu sei.
– Mas tipo Gostar?
– Pode né?
– Gostar só de mim!
– Tu eu amo!
– Awn ❤
– 🙂
[Conversa de grupo]
– A fulana (insira aqui o nome da criatura) respondeu!
– hahahahahahahahahaha. Aiai amoceis!
– HAHAHAHAHAAHAHAHHAAHHAHA
– Quase postei lá e escrevi “entendedores entenderão”
#EntendedoresEntenderão

#EntendedoresEntenderão

A tal da graça (taquigrafias)

Estenografia:
categoria
de ortografia
com fina sintonia
sem analogia
com mercadoria
ou melancolia

Verborragia:
categoria
de galantaria
sem hipocrisia
nem desarmonia
uma teimosia
na caligrafia

Poesia:
categoria
de calmaria
todo o dia
de ventania
uma euforia
com ousadia

E você sabia
que eu comporia
como cortesia
sem assepsia
nem metodologia
por pura mania
de querer tua companhia?

"Taquigráfica: que engraçado" Não foram só três palavras, precisavas de mais do que isso ;)

“Taquigráfica: que engraçado”
Não foram só três palavras, precisavas de mais do que isso 😉

De complacências e insis(desis)tências

Aguardo e contemplo,
Um tempo vazio
Um espaço sem vontade.
Conviver ainda é oportunidade para poucos.

Por momentos de insanidade
Ocupo, numa intenção sem fim,
Acontecimentos fugazes
Incapazes de suprir
A solidão vulgar da urbanidade

Não. Não espere complacência.
Não dou sorriso de graça,
Se ele for vazio de sentido
De mim ganhas, de fato:
Paciência, solidariedade, sorriso,
Tempo de escutar, espaço de habitar.
Não espere nada além do óbvio:
Diálogos longos, ou breves
Sincera vontade em tumultos racionais
E (im)paciências vulgares…

Insis(desis)tências de um mundo comum.
Insisto, mais que desisto.
Mas não deixo passar raridades
Por atropelos da vida 😉

#maisemenos

#maisemenos

Navegação de Posts

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Ecce Medicus

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

Blog do Sakamoto

[o acaso da vida existe, a aleatoriedade da escrita: jamais!]

%d blogueiros gostam disto: