Palavras ao Vento

penso, logo escrevo!

Arquivo para a tag “Felicidade”

Excessos

Excesso de futuro
Não gosto:
De adiar vontades
De planejar à toa
De guardar desejos
O que eu digo
Eu quero e é real

Excesso de passado
Não gosto:
De remoer não feitos
De viver de erros
De rever desavenças
Quando findo o fato
Respiro, amo e sigo

Excesso de presente
Gosto, gozo, vivo:
O sorriso sincero,
A preguiça safada,
O ego sem modéstia
E prezo que cada momento
Seja simples e autêntico

Pedir mais cinco minutinhos?
Suavize a vida!
Aceite, vire de lado
Ganhe o abraço, o apreço, o suspiro
Registre o instante, aceite o elogio
E volte para casa… Um pouco mais feliz,
Hoje: com excessos, sem exageros.

#Excessos #Presente #Feliz

#Excessos
#Presente
#Feliz

De complacências e insis(desis)tências

Aguardo e contemplo,
Um tempo vazio
Um espaço sem vontade.
Conviver ainda é oportunidade para poucos.

Por momentos de insanidade
Ocupo, numa intenção sem fim,
Acontecimentos fugazes
Incapazes de suprir
A solidão vulgar da urbanidade

Não. Não espere complacência.
Não dou sorriso de graça,
Se ele for vazio de sentido
De mim ganhas, de fato:
Paciência, solidariedade, sorriso,
Tempo de escutar, espaço de habitar.
Não espere nada além do óbvio:
Diálogos longos, ou breves
Sincera vontade em tumultos racionais
E (im)paciências vulgares…

Insis(desis)tências de um mundo comum.
Insisto, mais que desisto.
Mas não deixo passar raridades
Por atropelos da vida 😉

#maisemenos

#maisemenos

(In)Suficiências

Será possível ser suficiente para alguém?
Será possível ser demais para ninguém?
E tu queres alguém que seja suficiente?
E eu quero alguém que me faça feliz?
Ou quero alguém feliz ao meu lado?

– Eu queria te fazer uma mulher feliz…
– Eu quero ser feliz sem precisar de um homem para isso…

Ou melhor ainda:
O inalcançável não é, sempre, mais interessante?

Sigo pouco, persigo o muito.
Mas amo, o tempo inteiro.
E felicidade? Ah meu amor…
É o caminho, não o objetivo!

Persigo o muito! #protaagonizo

Persigo o muito!
#protaagonizo

 

 

 

Das raridades

A raridade de ser alguém
Que te inspira no sorriso
E na simplicidade de ser.
Sorriso se vê por aí
Aos montes pelo mundo.
A diferença, diria eu,
É a sinceridade que expressa.

E por mais que eu fale
Grite, reverbere o verso
Segues sendo o que,
Basicamente, és: amigo
E a tranquilidade ao falar
Cada vez, é o que me diz
Amigo: como poucos.

Café e Chocolate

A felicidade reside no detalhe
Da visita inesperada,
Roubada, em silêncio

E quando não vens?
Para isto inventaram
Café e chocolate

Como eu disse: de-ta-lhe

Para mostrar ao mundo

Felicidade é conquista
É o sorriso perfeito
Que buscamos na vida
Para mostrar ao mundo

Esse sorriso teu
Que encanta o meu

Felicidade

Estado de vida
Espaço de liberdade
Tempo de celebrar
Pequenos instantes
Detalhes cotidianos
Insanos e plenos
Que o grito não expulsa
Só ecoa,
Reverbera,
Multiplica
CON-TA-MI-NA

vida plena
(http://www.macanudo.com.ar)

Navegação de Posts

Caderninho de Ideias

Pra escrever o que eu acho sobre tudo que gosto!

TROVANDO ideias

TROVANDO ideias

cozinha pra machos

todo mundo pode cozinhar

Escreva Lola Escreva

penso, logo escrevo!

Ecce Medicus

penso, logo escrevo!

Blog do Sakamoto

penso, logo escrevo!

%d blogueiros gostam disto: